Seguidores

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Notícias do Festival de Teatro de Curitiba 2011

“Me emociona estar em um festival que celebra o teatro”, revela Dan Stulbach


Público lota Guaíra por dois dias seguidos para assistir a criativa comédia estrelada pelo ator

Reportagem Guilherme Magalhães e Marina Pilato Edição Luiza Barreto


Erik Almeida
Dan Stulbach divertiu o público na apresentação de Os 39 Degraus, peça mais concorrida do Festival de Curitiba



“Nossa, nunca vou esquecer isso”. Esta frase, dita atrás das cortinas pelo ator Dan Stulbach logo após o fim da peça “Os 39 degraus”, também poderia ter sido falada por qualquer um dos espectadores que lotaram o Teatro Guaíra na noite desta quarta-feira (6). O espetáculo, dirigido por Alexandre Reinecke, é baseado na obra do aclamado diretor Alfred Hitchcock, e mistura suspense, comédia e muitas reviravoltas.


Além de Stulbach, integram o elenco Danton Mello, Fabiana Gugli e Henrique Stroeter, que se revezam em mais de 130.de papéis. A história se passa na Londres e na Escócia pré-Segunda Guerra, onde Richard Hannay (personagem de Stulbach) conhece Annabela Schimit (Fabiana), uma linda agente secreta alemã. Ele, um sedutor incorrigível, a leva para seu apartamento, onde ela é misteriosamente assassinada. Hannay torna-se o principal suspeito e assim inicia uma atribulada jornada que o levará até a Escócia.


A fama de peça mais disputada do Festival de Curitiba (os ingressos esgotaram-se quase um mês antes do espetáculo) é justificada pela qualidade técnica da apresentação. Com efeitos sonoros afinados e iluminação digna de shows da Broadway, “Os 39 degraus” vale cada centavo do ingresso.


Sobre o diferencial de se apresentar em Curitiba, Stulbach conta que “o calor humano, a quantidade de gente, esse elenco que eu adoro, tanta coisa junta deixa tudo muito especial. A peça é especial, porque é alegre e inteligente”. O ator, que já havia se apresentado no Festival de Curitiba em 2002 com a peça “Novas diretrizes em tempos de paz”, divertiu o público com sua desenvoltura em cena, menções satirizando trabalhos anteriores e a marcante química com o colega de palco Danton Mello. Também é notável a agilidade de todo o elenco ao perfazer constantes trocas de papeis, figurinos e cenários, pois a história assim exige.


Velha conhecida do Festival, a atriz Fabiana Gugli – que desempenha três papeis na peça – destaca a diversidade que o evento proporciona tanto para o público como para os atores: “É muito importante um festival assim, que fomenta o teatro. Dá espaço para tantos grupos diferentes, linguagens diferentes. São poucos lugares que fazem isso”, diz a atriz.


Apesar de estar em cartaz em São Paulo desde agosto de 2010, sempre há espaço para mudanças e improvisações. “Hoje a gente mudou algumas coisas, a marcação do carro, a cena no teto do trem. Isso foi tudo decidido hoje, nós sempre nos reunimos antes pra conversar sobre a apresentação anterior e desejar 'merda'”, declara Stulbach, quase sem palavras após se expressar através de seu exercício favorito, o teatro.




A tradição de desejar merda

Antigamente as pessoas iam aos teatros com carroças puxadas por cavalos, os quais acabavam fazendo suas 'necessidades' pela calçada. De acordo com isso, quanto mais gente fosse assistir a peça, mais coco de cavalo teria na frente do teatro.


Desde essa época vem o costume de dizer 'merda' aos atores antes do espetáculo começar no intuito de desejar que muitas pessoas assistam e que peça seja um sucesso.

Fonte: Jornal Comunicação UFPR

6 comentários:

João Brito de Sousa disse...

teste

jbs

João Brito de Sousa disse...

Meu caro amigo.

Viva.

Escrevi ontem um comemtário não sei se o recebeu. Na dúvida, volto ao assunto.

Para lhe dizer que o teatro é uma arte que me toca por dentro e por fora e por todo sos lados.

O teatro é a dinâmica da vida e vibramos com as verdades do palco.

E choramos quando é caso disso.

Um belo texto em favor de um possivelmente grande actor e de uma grande peça de tetaro.

Um abraoo para si do

João Brito Sousa

DiMagalhãesArteVida disse...

Olá amigo João Brito, obrigado pelas palavras, foi da materia sobre um festival de teatro que acontece todos os anos aqui em Curitiba, onde moro, a materia foi do meu filho que está no 2º ano de jornalismo, quis dar uma divulgação a este seu trabalho, foi bom pois foi lido em Portugal,por uma pessoa das letra, grande abraço e Feliz Páscoa.

Marta Benicá disse...

Olá, passei para deixar o novo endereço do Martabelasartes http://www.martabenica.com.br/artes, o Martabelasartes.blogspot em breve será desligado. Já estou te seguindo com meu novo endereço. Passe para uma visita, você será sempre muito bem vindo. Um grande abraço. Marta Benica.

DiMagalhãesArteVida disse...

Olá Marta, obrigado, já estou seguindo o seu novo site, abraços

Maricleide disse...

Amigo, obrigada por se tornar mais um cristal do blog e estou passando também para te convidar a participar do sorteio maravilhoso que está acontecendo no meu blog, COISAS DE CRISTAL, passa lá.
Boa Sorte!
Tenha uma ótima semana.

Bjs cristalinos